06/05/2008

Lá vem o sol!

Eu não acredito. Não mesmo!
Faz sol em Dublin! Depois de 1 ano e 2 meses eu presenciei 4 dias seguidos de sol. (ok, de manhã cedo o tempo está cinzinha, mas depois vem o sol e com ele – o calor) Ah, o verão está chegando!!!

Não resistimos a tentação e nesse feriado de Primeiro de Maio (aqui, transferido para a segunda-feira, dia 5) fizemos um churras DE-LI-CI-O-SO! Sim sim, logo cedo o Eric e o Murilo foram comprar a churrasqueira (até esses último quatro dias, acreditamos que não valia a pena comprar uma churrasqueira..) e o Thi foi comprar as carnes. A Má e a Ju prepararam as saladas, o arroz e ajeitaram tudo – eu fui na academia e depois enchi a barriguinha com churrasco (pra compensar o exercício).
Mas pra curtir a linguiça do polonês (uma lingüiça que o Thiago descobriu) chamamos o Paulinho, a Clara e o Fábio! Foi uma farra! Até o Victor que é super quietinho se esbaldou!
O churrasco foi a tarde toda, com direito até a banana grelhada com açúcar e canela de sobremesa! Nem preciso dizer que o Eric ficou rosinha que só – já que foi ele quem pilotou a churrasqueira e tomou um solzaço na nuca! Gente fez incríveis 21 graus! Um calor de escaldar – Sei que isso parece radículo para quem mora no Brasil, mas pra gente, já é verão pra usar regata e havainas.

Mas como tudo que é bom acaba, hoje foi dia de branco e tive que ir pra escola de manhã e o Eric pro trabalho, mas na correria de se arrumar pra sair de casa, combinei com o Victor de irmos fazer algum passeio a tarde e descobrimos uma exposição na Trinity College chamada “TechnoTreads”(algo como Fibras Técnológicas). E fomos lá almoçar Big Mac na Trinity.
Sentamos num degrauzinho de um dos prédios e ficamos conversando quando de repente o Victor comenta comigo – “Nossa, é muito fácil perceber quand alguém é brasileiro pelo sotaque em inglês” e eu curiosa queria saber de quem ele estava falando e quando olho pro lado – a Maíra! Ela encontrou a professora particular de inglês dela na Trinity também e bem nos degrauzinhos onde nós estávamos! (O mais engraçado foi que depois a Maíra me disse que achava que o Victor estava saindo com uma menina e daí ela virou e falou – mas peraí a menina é a Tarsila?! Hahahahaha, nem fazia idéia!) Enfim, voltando ao assunto da exposição – que aliás é no fim da Trinity, ou seja, precisa cruzar o campus todo para chegar lá – é sobre trabalhos experimentais e conceituais na área da moda e é dividia em três partes.

Couture Conceitual, que mostra o uso da ciência e técnologia na moda, como por exemplo, a blusinha feita de Guinness.

Estéticas da Ciência, que inclui espaço, ficção científica, e o impacto da ciência na estética. Um dos artistas conhecidos é Claudy Jongstra, criados dos tecidos que ela tirou de suas próprias ovelhas, de uma espécie rara, para criar tecidos utilizados nas roupas do Star Wars.

Laboratório de Tecidos, que mostra váááárias amostras de tecidos de última tecnologia, incluindo os vestidos experimentáis que funcionam com nanotecnologia, exibidos em um desfile. Para ver o filme dos vestidos tecnológicos no Youtube, clique aqui.

Na exposição tinha de tudo – roupas fetichistas do futuro até um vestido feito de fungos! Tudo isso exposto numa área aberta ao lado de um café modernoso e charmoso.


Ah, para ver um vídeo no Youtube sobre a abertura da exposição aqui em Dublin, clique aqui.

Agora fiquei ainda mais empolgada pra conhecer Milão! Vou pra lá amanhã cedinho.. então vejo vocês semana que vem!

BEIJOS MIL

Postado por: | Comments (0)

Nenhum comentário »

No comments yet.

Leave a comment

Comentários que não contribuem para o tópico acima serão deletados.