16/12/2011

Conhecendo a Irlanda: Hugh Lane Gallery

Se você gosta de arte contemporânea e moderna e já deu um pulinho pelo IMMA – Irish Museum of Modern Art, você deve também conhecer a Hugh Lane Gallery.

Localizada no centro de Dublin ao lado do Dublin Writers Museum, há poucos metros do Garden of Remembrance, a Hugh Lane Gallery abriga trabalhos de artistas irlandeses e internacionais e com certeza vale uma visita.

O prédio que abriga a Hugh Lane Gallery é uma residência neo-clássica convertida, originalmente projetada por William Chambers (vocês lembram que ele também fez o projeto do Casino Marino? Veja mais aqui.)

Aberta pela primeira vez em 1908 por Hugh Lane, a galeria foi a pironeira em expor trabalhos de arte moderna na Irlanda e sua visão era doar para Dublin uma excelente coleção de arte moderna. Em 2006 o espaço passou por uma reforma e foi ampliado oferecendo 13 ambientes para exposições, um espaço para pesquisas e outro para palestras.

Hoje a coleção permanente da Hugh Lane Gallery inclui trabalhos de Manet, Monet, Degas, Pissaro, Monisot e Renoir, além do belíssimo trabalho em vitral “The Eve of St. Agnes” do incrível Harry Clarke (sim, sou fã assumida).

Há também duas áreas de interesse dentro da Hugh Lane Gallery: o Francis Bacon Studio e o Sean Scully Room.

O Francis Bacon Studio é uma recriação do espaço utilizado pelo próprio Francis Bacon durante seus últimos 30 anos de vida. Há uma micro-galeria com quiosques touch-screen que passam informações sobre itens do estúdio e também um vídeo de 10 minutos com uma entrevista do pintor feita por Melvyn Bragg.

O Sean Scully Room abriga trabalhos de artistas europeus contemporâneos, incluindo uma coleção importante dos trabalhos do próprio Sean Scully. Como é uma área relativamente nova o espaço foi planejado para ser iluminado naturalmente e com proporções relativas às peças expostas.

As exposições temporárias são bem interessantes e sempre são acompanhadas por uma série de palestras e eventos sobre práticas contemporâneas e artes visuais, normalmente relacionadas às exposições correntes. A Hugh Lane Gallery também conta com eventos e workshops para crianças, tem aulas de desenhos para adultos e oferece um charmosíssimo café e uma pequena e interessante livraria/loja de presentes.

source

A entrada na Hugh Lane é gratuita, mas eles pedem doações de, no mínimo, €2 para manter o espaço. Aberta de terça a domingo, a galeria é livre para visitação, contudo há tours gratuitas e guiados pela galeria todas às terças feiras as 11h e aos domingos as 13:30.

Uma excelente pedida para quem gosta de arte e quer conheçer um espaço ispirador e charmoso em Dublin.

Hugh Lane Gallery
Charlemont House
Parnell Square North
Dublin 1
www.hughlane.ie
www.facebook.com/thehughlane

Postado por: | Comments (8)

8 Comments »

  1. Legal o post. Dublin parece mesmo ter várias opções de entretenimento. Estou partindo no início de fevereiro sem programar muita coisa. Se alguém quiser trocar experiências, segue meu email: felipemre@msn.com

    Comentário by Felipe — 17/12/2011 @ 1:44 pm

  2. Olá Felipe!

    Muito obrigada pelo comentário e espero que você consiga atigir seus objetivos por aqui.

    Beijinhos

    Comentário by Tarsila — 07/01/2012 @ 3:31 pm

  3. legal tarsila quando eu for morar ai vou visitara com certeza eu adoro artes.
    porfvr vc pode responder minha pergunta q esta no post anterior?

    Comentário by kelvin — 19/12/2011 @ 11:25 am

  4. Olá Kelvin!

    Ah, vá sim, a Hugh Lane Gallery é uma das opções de atrações que envolvem arte aqui em Dublin e há bastante coisa bacana. 🙂
    Espero que goste!

    Beijinhos

    Comentário by Tarsila — 07/01/2012 @ 6:04 pm

  5. oi de novo deixa eu pergunta uma outra coisa meu nome é kelvin descobri q é de origem irlandesa (o q me deixou muito feliz e com mais vontade de ir para ilha esmeralda) a pergunta é, ai tem bastante gente chamada kelvin vc ja conheceu algum irlandes chamado kelvin?
    obrigado de novo ate a proxima.

    Comentário by kelvin — 19/12/2011 @ 11:33 am

  6. Olá Kelvin!

    Eu não conheço pessoalmente nenhum Kelvin (e virtualmente você), mas conheço alguns Kevins e é um nome relativamente comum por aqui, até mesmo por causa de St. Kevin, também chamado de Kevin de Glendalough, um antigo monastério lindíssimo aqui na Irlanda- http://www.vidanairlanda.com/2009/07/glendalough.html

    Espero ter ajudado!

    Beijinhos

    Comentário by Tarsila — 07/01/2012 @ 6:08 pm

  7. Tarsila, Feliz Natal!! Adorei o post…já dei uma olhada no site do museu, me interesso muito pelo assunto pois aqui no Brasil eu trabalho em um museu de ciência e arte. Pretendo acampar nos museus irlandeses para entender como tudo funciona por ai. Como já disse num post anterior chegarei ai dia 16 de março, à propósito muito obrigada pelas dicas e respostas ao meu post. Mas como não conseguirei viver de arte (ou não), gostaria de saber se você já escreveu algo sobre Au pair. Procurei aqui no seu blog e ainda não achei nada. Qual sua opinião sobre esse tipo de trabalho? Mais uma vez muito obrigada!

    Comentário by Cecília — 27/12/2011 @ 9:05 pm

  8. Olá Cecília!

    Muito obrigada pelo comentário! Que legal que você curtiu a Hugh Lane Gallery e aqui na Irlanda há espaços bem bacanas. 🙂
    Você chega bem na véspera do St. Patrick’s Day e fico muito feliz em poder ajudar. Ainda não escrevi um post sobre o assunto mas já anotei sua sugestão. 🙂
    Bom, eu nunca trabalhei como Au Pair mas conheço algumas meninas que trabalharam e, assim como muitos casos, é um trabalho que permite ganhar um dinheirinho para se manter. Algumas pessoas curtem muito a experiência, outras nem tanto, pois é uma questão pessoal e de adaptação (você, família) e o acordo que você fez. Acho que qualquer oportunidade de trabalho pode ser interessante, desde que você tenha consciência da sua escolha e que ele ajude você a atingir seus objetivos.

    Espero ter ajudado!

    Beijinhos

    Comentário by Tarsila — 09/01/2012 @ 12:04 am

Leave a comment

Comentários que não contribuem para o tópico acima serão deletados.