05/02/2013

O sotaque irlandês é um problema?

Recebo muitos comentários e e-mails me perguntando se o sotaque irlandês atrapalha o aprendizado da língua inglesa porque já ouviram dizer que o sotaque é difícil de entender, que não é como o inglês que aprendemos na escola, etc… Então vamos lá:

Quando estudamos inglês como língua estrangeira temos uma idéia pré-concebida de que há somente duas vertentes da língua inglesa: A que vem da Inglaterra e a que vem dos Estados Unidos. Muitas vezes nem mesmo consideramos que dentro destes países há variantes do modo de falar (por exemplo quem é de Nova York, da Califórnia, Chicago, Texas, Oxford, Manchester ou Londres tem sotaques distintos e diferentes – até diferentes partes de cidades oferecem sotaques diferentes!)

Tendo isto em mente podemos até nos perguntar se todo mundo que fala inglês se entende e de modo amplo a resposta é: sim! Sim porque a gramática é a mesma (com diferenças muito pequenas), ou seja, a estrutura da língua se mantém a mesma em todos os países onde a língua é falada.

Vamos tomar o nosso Brasil como exemplo: O modo como as pessoas falam no nosso querido país é extremamente diversificado! Pense em todos os sotaques que temos no nosso país! As pessoas se comunicam de forma diferente em Minas Gerais, no Tocantins, no Amazonas, no Rio Grande do Sul, no Mato Grosso, no Maranhão, em São Paulo, no Rio de Janeiro, e também por todas as outras partes da nossa terra tropical. Isto não impede ninguém de aprender o Português, que é ensinado nas escolas seguindo as regras gramaticais.

A gramática existe para criar uma estrutura da língua, para que as pessoas possam se comunicar de forma eficiente, mas é claro que nós somos humanos e tudo que tocamos (ou falamos) ganha muito mais charme porque é influenciado pelo que somos, pelo que vivemos, o que pensamos, como agimos, etc. Isto é a influência que a nossa cultura tem na nossa língua.

Do mesmo modo que falamos português no Brasil com diversas variantes (nenhuma melhor ou “mais correta” que a outra) o inglês é falado pelo mundo.

A variante falada na Irlanda é uma mistura do inglês aprendido na gramática, também conhecido como inglês internacional, com a influência da cultura local irlandesa, portanto há, sem sombra de dúvidas diferenças em pronúncia, em alguns usos e até mesmo em diferentes estruturas, mas estas são todas formas coloquiais de se comunicar, ou seja, é o modo como as pessoas falam no dia-a-dia aqui na Irlanda (e se formos mais a fundo vamos descobrir ainda que há mais variantes do que imaginamos, tanto pelo país – Cork, Galway, Sligo, Mayo, etc – como até pela cidade – Inner city Dub, D4, etc).

Aprender uma língua não depende do lugar onde você está, mas do seu empenho e da sua dedicação e estudar no exterior, como aqui na Irlanda é uma oportunidade incrível de ter contato com uma cultura nova e aprender quais são as diferenças que tornam o seu destino único e especial!

Pessoalmente a Irlanda me proporciona ótimas oportunidades para conhecer cada vez mais a essência da Irlanda e até mesmo compartilho com vocês algumas das variantes lingüísticas utilizadas por aqui na categoria “Irishisms“, confira clicando aqui.

Beijos com trevos!

Postado por: | Comments (18)

18 Comments »

  1. Tarsila! Tarsila! Tarsila!

    Isso é um presente!! Quando você passa alguns dias sem postar, já sentimos saudades, mas claro que também sabemos o quanto atarefada você é..
    Ver esse vídeo foi muito legal!! Faltam-me palavras para te elogiar.

    Mas faço questão de dizer que em março se Deus quiser estarei na Ilha Esmeralda, e que foram toda sua dedicação e seus excelentes trabalhos que me deram a energia que precisava para concretizar meu sonho!
    OBRIGADO TARSILA VOCÊ É NOTA 10000000000000000000000000000000

    Desejo tudo de maravilhoso para você e o Erik!! Muito sucesso!!!

    Thank you for everything!!!!

    Beijos…

    Comentário by Milton Lima — 05/02/2013 @ 11:41 pm

  2. Milton querido!

    Muito obrigada pelo carinho e compreensão sempre. 🙂
    Nem tenho o que dizer, você também é nota 1000000000000000000000000!

    Beijão

    Comentário by Tarsila — 15/04/2013 @ 3:54 pm

  3. Tarsila, vocÊ é a melhooor, parabéns eu não vi até agora nenhum post seu que eu eu não goste!!!

    Comentário by Murilo — 06/02/2013 @ 4:22 am

  4. Oi Murilo!

    Ah, muito obrigada pelo comentário e carinho! Fico muito feliz que goste de todos os artigos do Vida Na Irlanda. Espero sempre continuar com informações bacanas que sejam legais e úteis!

    Beijinhos

    Comentário by Tarsila — 15/04/2013 @ 3:56 pm

  5. Olá Tarsila, Bom dia a tu!

    Como sempre um ótimo vídeo e Post. Pra me acostumar um pouco com o sotaque Irish costumo ouvir aqui uma radio de Cork, no começo parece muito estranho mesmo o sotaque, mas como tu disse isso é igual ao Brasil, quando vim embora pra Florianópolis estranhei muito o sotaque, até achava engraçado, rsrs! Mas agora, até eu as vezes me pego falando puxadinho igual o pessoal daqui, rsrs, agora acho estranho quando volto a Curitiba e converso com amigos e familiares…

    Mas apenas parabenizando você pelo ótimo trabalho, e por favor nunca nos abandone!

    Bjos e felicidades por ai!

    Att William Souza!

    P.S. Tarsila, seria ótimo se tu pudesse nos passar umas rádios, programas e horários de programa com muita conversação e dialogo! Ajuda muito por aqui!…

    Comentário by William — 08/02/2013 @ 12:59 pm

  6. Olá William!

    Muito obrigada pelo comenrário e carinho. Que bacana que você escuta o sotaque de Cork, que é diferente do de Dublin, por exemplo.
    Pode deixar que nunca vou abandoná-los porque é um prazer poder compartilhar as experiências que tenho aqui na Terra dos Leprechauns que tanto amo.

    Beijos e felicidades em Floripa, ou Curitiba, ou onde você estiver!

    Comentário by Tarsila — 15/04/2013 @ 4:49 pm

  7. Acabei de descobrir seu blog e curti MUITO… A sua forma de falar e escrever são encantadoras… Fáceis, diretas e com uma pintada de humor = perfect…
    Bjsssss…

    Comentário by Sayuri — 12/02/2013 @ 6:36 pm

  8. Olá Sayuri!

    Obrigada pelo comentário! Fico muito feliz que tenha gostado do Vida Na Irlanda. 🙂

    Beijinhos

    Comentário by Tarsila — 16/04/2013 @ 1:35 pm

  9. Olá Tarsila!!!

    Eu ainda não havia comentado no seu blog, porém, ele já me ajudou muito em algumas linhas na tomada de decisão.

    Nos últimos dias estava preocupado com relação ao sotaque, esse post me esclareceu alguns pontos.

    Estou querendo fugir de Dublin, não sei ainda se vou para Bray ou Cork. A proposito, não tens nenhuma entrevista de aluno em Cork? Fiz algumas buscas e não encontrei comentando sobre as escolas locais.

    Abraço

    Comentário by Lucas — 14/02/2013 @ 10:43 am

  10. Olá Lucas,

    Obrigada pelo comentário! Fico feliz em saber que o Vida Na Irlanda o ajudou!
    Ainda não tenho uma entrevista com alunos de Cork, mas adoraria fazer! Vou buscar um contato para quando eu for para lá! 🙂

    Beijinhos

    Comentário by Tarsila — 16/04/2013 @ 2:29 pm

  11. Hi tarsila!
    qual agencia vc me indica que esteje com preço em conta e seja uma agencia seria e bem graduada?
    o vala mais a pena ir por conta propia ?
    um grande kiss thank”you..

    Comentário by ruan — 16/02/2013 @ 4:50 am

  12. Olá Ruan,

    Fazer um intercâmbio por conta própria implica em lidar com todas as adversidades sem um apoio de uma agência. Algumas pessoas lidam com isso tranquilamente, outras nem tanto e dependendo da escola até pode ficar mais em conta, mas analise tudo que está no pacote, tanto oferecido pela agência como pela escola para ver se realmente há diferença. Eu já adianto que todos os valores dos cursos, acomodação, seguro-saúde daqui devem ser equivalentes aos oferecidos pelas agências de intercâmbio, para não haver concorrência entre escola e agência. O pagamento feito diretamente com a escola na Irlanda deve ser feito a vista, enquanto muitas agências no Brasil parcelam o pagamento, portanto vale a pena analisar suas opções.

    Espero ter ajudado!

    Comentário by Tarsila — 16/04/2013 @ 3:18 pm

  13. Tarsila vc é demais!!adoro seus videos….de muita ajuda!
    Bjoss

    Comentário by Nayara — 08/03/2013 @ 3:07 pm

  14. Olá Nayara!

    Muito obrigada pelo carinho, fico muito feliz!

    Beijinhos

    Comentário by Tarsila — 16/05/2013 @ 12:02 pm

  15. Tarsila,
    pretendo fazer um curso de ingles na Irlanda por um mês, mas tenho muitas dúvidas.
    Voce me indicaria ir por conta própria?

    Comentário by ingrid — 03/04/2013 @ 12:55 am

  16. Olá Ingrid,

    Fazer um intercâmbio por conta própria implica em lidar com todas as adversidades sem um apoio de uma agência. Algumas pessoas lidam com isso tranquilamente, outras nem tanto e dependendo da escola até pode ficar mais em conta, mas analise tudo que está no pacote, tanto oferecido pela agência como pela escola para ver se realmente há diferença. Eu já adianto que todos os valores dos cursos, acomodação, seguro-saúde daqui devem ser equivalentes aos oferecidos pelas agências de intercâmbio, para não haver concorrência entre escola e agência. O pagamento feito diretamente com a escola na Irlanda deve ser feito a vista, enquanto muitas agências no Brasil parcelam o pagamento, portanto vale a pena analisar suas opções.

    Espero ter ajudado!

    Comentário by Tarsila — 17/06/2013 @ 9:43 pm

  17. Ola Parabens pelo Site! Estou ansioso pra conhecer logo a Irlanda, tantas coisas pra ver que eu acho que um mes não dá!!! rs… Beijos

    Comentário by Diogo — 30/06/2013 @ 9:55 pm

  18. Olá Diogo!

    Nossa, 1 mês é pouquinho mesmo! Há muitas e muitas coisas a serem desvendadas e saboreadas pela Irlanda, especialmente se você tem uma alma instigadora e curiosa. De qualquer modo espero que você consiga ver tudo aquilo que deseja e que aproveite a experiência!

    Beijinhos

    Comentário by Tarsila — 05/05/2014 @ 10:11 am

Leave a comment

Comentários que não contribuem para o tópico acima serão deletados.